Problemas com mau hálito

Se tem uma coisa desagradável é conviver com alguém que tem mau hálito. Fica aquele constrangimento de "falo ou não falo?", aliado ao desconforto de sentir o odor.

Mas, acredite, é ainda pior para quem sofre com o problema. A pessoa muitas vezes percebe que está com o mau cheiro, mas não tem o que fazer, acaba não falando muito, ficando desconfiado. Esse problema faz parte de 40% da população brasileira, segundo a Associação Brasileira de Pesquisas dos Odores Bucais que afirma que quatro em cada dez pessoas sofre com mau hálito.

Muitas pessoas dizem que a halitose, nome correto da disfunção, vem de problemas estomacais, porém de 90 a 95% dos casos, vem da cavidade bucal mesmo.

Veja algumas das causas que acarretam a halitose:

  • - Má ou falta de escovação;
  • - Higiene bucal inadequada;
  • - Saburra lingual. Esse nome "lindo" refere-se a camada branco-amarelada que se deposita na superfície da língua. Formada por restos de comida, bactérias e células descamadas da boca, a saburra em si é um acontecimento normal. Só que, quando se acumula e permanece no fundo da língua, passa a representar uma encrenca. As bactérias presentes ali se aproveitarão dos resíduos alimentares e, durante esse processo, soltarão enxofre, um gás de cheiro intenso;
  • - Placa Bacteriana;
  • - Boca seca. Essa muitas vezes ocorre devido a alguns medicamentos ou tabagismo;
  • - Infecções na boca, como a cárie dentária, doença periodontal ou feridas da boca;
  • - Dietas. Nesse caso alguns alimentos, como alho e cebolsa, por exemplo, podem contaminar o hálito. Dietas ricas em proteínas e açúcares também podem estar associadas ao mau hálito;
  • - Problemas de saúde como infecções de nariz, garganta, pulmões, sinusite cronica, gotejamento pós-nasal, bronquite crônica ou distúrbios do sistema digestivo.

Mas para tudo existe solução. Ainda bem!

A melhor saída e a mais indicada para combater a halitose é manter uma sadia e constante higiene bucal, escovando os dentes pelo menos três vezes ao dia com creme dental contendo flúor, escovando a língua e fazendo uso do fio dental. Dessa forma o acúmulo de resíduos alimentares e placa serão limitados reduzindo ainda o risco de desenvolver cáries e doenças periodontais. Para quem utiliza próteses removíveis, é importante retirá-las a noite escovando-as com limpador e dentaduras e antes de recolocá-las pela manhã, escovar novamente.

Consultar o dentista regularmente e fazer uma limpeza dental com aplicação de fluor contribui muito para a higiene e manutenção.

Agora, se ainda assim surgirem preocupações, não hesite em nos procurar. Agende uma consulta e faremos uma avaliação.